FUTEBOL URUGUAYO:

'' É uma religião nacional. A única que não tem ateu. Somos poucos: 3,5 milhões de uruguayos. É menos gente do que um bairro de São Paulo. É um país minúsculo. Mas todos futebolizados. Temos um dever de gratidão com o futebol. O Uruguay foi colocado no mapa mundial a partir do bicampeonato olímpico de 1924 e 1928, pelo futebol. Ninguém nos conhecia.

O futebol uruguayo é o melhor? Não. No mundo guiado pelas leis do lucro, onde o melhor é quem ganha mais, eu quero ser o pior. Não poderíamos sequer cometer o desagradável pecado da arrogância. Seria ridículo para um país pequeno como o nosso. Não somos importantes, o que é bom. Neste mundo de compra e venda, se você é muito importante vira mercadoria. Está bom assim.

Como explicar Uruguay?.... Somos um pouco inexplicáveis. Aí é que está a graça".

EDUARDO GALEANO - Escritor

domingo

URUGUAY, CAMPEÓN DEL MUNDO 1950

Seleção Uruguaya Campeã do Mundo 1950
A imprensa esportiva teve um papel importantíssimo na
amplificação dos sentidos atribuídos aquele Brasil X Uruguai que definiria o 
vencedor da IV Copa do Mundo. Antes da derrota, os jornais desfilavam as fotos dos jogadores da seleção e não economizavam em elogios aos onze por 
estarem honrando a nação brasileira. Incentivo ao torcedor também não 
faltava, por isso, pedia-se que os mesmos não deixassem de torcer a favor do 
selecionado como prova de patriotismo. A Rádio Continental, por exemplo, 
no dia do jogo contra os uruguaios instruiu o público a se comportar no 
estádio de modo a “participar da enorme torcida cívica,”  
cantando o Hino Nacional e dando apoio irrestrito ao selecionado. 
“Viva o Brasil – campeão do mundo” dizia uma propaganda dessa mesma 
rádio estampada em uma página inteira do Jornal dos Sports que circulou no 
dia da decisão. A partida do dia 16 se afigurava como o momento inigualável 
da história de um país que por intermédio do futebol poderia se mostrar 
vencedor e capaz de grandes realizações. Mais que isso, nas páginas da 
imprensa esportiva criou-se um clima de grande otimismo e até mesmo de 
certeza da vitória diante dos orientais. Ler todo esse discurso e não se ver 
envolvido por tamanho clima de excitação era praticamente impossível. Até 
mesmo porque em campo o Brasil fazia uma bela Copa do Mundo.

Leda Maria da Costa