FUTEBOL URUGUAYO:

'' É uma religião nacional. A única que não tem ateu. Somos poucos: 3,5 milhões de uruguayos. É menos gente do que um bairro de São Paulo. É um país minúsculo. Mas todos futebolizados. Temos um dever de gratidão com o futebol. O Uruguay foi colocado no mapa mundial a partir do bicampeonato olímpico de 1924 e 1928, pelo futebol. Ninguém nos conhecia.

O futebol uruguayo é o melhor? Não. No mundo guiado pelas leis do lucro, onde o melhor é quem ganha mais, eu quero ser o pior. Não poderíamos sequer cometer o desagradável pecado da arrogância. Seria ridículo para um país pequeno como o nosso. Não somos importantes, o que é bom. Neste mundo de compra e venda, se você é muito importante vira mercadoria. Está bom assim.

Como explicar Uruguay?.... Somos um pouco inexplicáveis. Aí é que está a graça".

EDUARDO GALEANO - Escritor

sábado

O URUGUAIO SÉRGIO RAMIREZ D'AVILA FOI JOGADOR DO FLAMENGO


Sérgio Ramirez D'Ávila mais conhecido como Sérgio Ramirez (Treinta y Tres24 de dezembro de 1951), é um ex-lateral da seleção uruguaia e do Flamengo nos anos 70. Atualmente vive no Brasil e é técnico de futebol.
Nascido na cidade uruguaia de Treinta y Tres, no dia 24 de dezembro de 1951, O lateral ganhou fama depois de correr atrás de Rivellino no jogo entre Brasil e a seleção uruguaia, no Maracanã, realizado no dia 28 de abril de 1976, pelo qual tentou agredir o meia-esquerda, mas não conseguiu. Mais rápido, Rivellino desceu (escorregando de nádegas) a escada que dava acesso aos vestiários.
Ramirez atuou no Flamengo de 1977 a 1979. Nesse período, fez apenas dois gols pelo time da Gávea e faturou o bicampeonato carioca de 1978/79. no ano de 1982 ainda como jogador, conquistou a Taça de Prata pelo Campo Grande.
Ramirez já dirigiu várias equipes brasileiras, principalmente times do interior paulista, entre eles o Bragantino e o Rio Branco de Americana.
Atuou também em Santa Catarina aonde dirigiu o JoinvilleMetropolitano e no dia 11 de fevereiro de 2007 assumiu o Avaí. No dia 27 de abril de 2007, Sérgio Ramirez, dexou o Avaí onde acumulou nove vitórias, sete empates e cinco derrotas em sua trajetória. O time avaiano, durante a sua gestão, somou 34 gols e foi vazado 26 vezes. E ainda no ano de 2007, ao termino da Série B, Ramirez voltou ao clube Azurra de Florianópolis onde atuou até março de 2008.
Em 10 de julho de 2008, fechou sua negociação para a volta ao futebol Catarinense para dirigir o Marcílio Dias de Itajaí. Após a derrota de 3 a 1 para o Avaí pela segunda rodada do returno do Campeonato Catarinense de 2009, Ramirez pediu demissão do camando do time.
No dia 6 de abril de 2009, Ramirez acerta com a diretoria do Joinville seu retorno ao Campeonato Catarinense, agora para comandar o time do norte do estado.
Em 2011, o presidente do Ituano - Juninho Paulista - anunciou a contratação do uruguaio que, juntamente com Doriva como auxiliar técnico, comandará a equipe na série A1 do Campeonato Paulista.
No dia 23 de Agosto, o presidente do Brasil de Pelotas anuncia Sérgio Ramirez como novo técnico depois da saída de Beto Almeida para o futebol paraguaio.


Títulos

Flamengo
Campo Grande
  • 1982 - Taça de Prata