FUTEBOL URUGUAYO:

'' É uma religião nacional. A única que não tem ateu. Somos poucos: 3,5 milhões de uruguayos. É menos gente do que um bairro de São Paulo. É um país minúsculo. Mas todos futebolizados. Temos um dever de gratidão com o futebol. O Uruguay foi colocado no mapa mundial a partir do bicampeonato olímpico de 1924 e 1928, pelo futebol. Ninguém nos conhecia.

O futebol uruguayo é o melhor? Não. No mundo guiado pelas leis do lucro, onde o melhor é quem ganha mais, eu quero ser o pior. Não poderíamos sequer cometer o desagradável pecado da arrogância. Seria ridículo para um país pequeno como o nosso. Não somos importantes, o que é bom. Neste mundo de compra e venda, se você é muito importante vira mercadoria. Está bom assim.

Como explicar Uruguay?.... Somos um pouco inexplicáveis. Aí é que está a graça".

EDUARDO GALEANO - Escritor

quinta-feira

JUGADOR URUGUAYO LORENZO FERNÁNDEZ

Seleção Uruguaia posando antes da final de 1930. Fernández é o quarto jogador em pé, da esquerda para a direita

Lorenzo Fernández (RedondelaGaliciaEspaña20 de mayo de 1900 — Montevideo,Uruguay16 de noviembre de 1973), apodado El Gallego, fue un fútbolista uruguayo de origen gallego.

Trayectoria

Durante su carrera jugó con los equipos de Club Atlético Capurro, River Plate FC,Atlético Wanderers, y Peñarol. Asimismo jugó 31 partidos con la selección uruguaya y anotó 4 goles, proclamándose campeón de la copa del mundo de 1930, medalla de oro en los Juegos Olímpicos de Ámsterdam 1928, y campeón de América en 1926 y 1935. Fue entrenador del C.A. Peñarol entre 1941 y 1942.
Participó como jugador invitado en la histórica Gira por Europa de Nacional en 1925, pero nunca actuó en forma oficial por dicho club.


Campeón del Mundo 1930

Títulos


Clubes