FUTEBOL URUGUAYO:

'' É uma religião nacional. A única que não tem ateu. Somos poucos: 3,5 milhões de uruguayos. É menos gente do que um bairro de São Paulo. É um país minúsculo. Mas todos futebolizados. Temos um dever de gratidão com o futebol. O Uruguay foi colocado no mapa mundial a partir do bicampeonato olímpico de 1924 e 1928, pelo futebol. Ninguém nos conhecia.

O futebol uruguayo é o melhor? Não. No mundo guiado pelas leis do lucro, onde o melhor é quem ganha mais, eu quero ser o pior. Não poderíamos sequer cometer o desagradável pecado da arrogância. Seria ridículo para um país pequeno como o nosso. Não somos importantes, o que é bom. Neste mundo de compra e venda, se você é muito importante vira mercadoria. Está bom assim.

Como explicar Uruguay?.... Somos um pouco inexplicáveis. Aí é que está a graça".

EDUARDO GALEANO - Escritor

quinta-feira

O TREINADOR URUGUAIO RAMÓN PLATERO FOI TÉCNICO DO FLAMENGO, FLUMINENSE E VASCO DA GAMA


Ramón Platero foi um grande treinador de sua época, um uruguaio que teve grande sucesso no Brasil dirigindo o Flamengo, o Fluminense, o Vasco e também o São Paulo. Antes havia dirigido a seleção de seu país, ganhando a campeonato sul-americano (atual Copa América) em 1917.

Títulos

Seleção Uruguaia


Campeão da Copa América - 1917


Fluminense
Flamengo
Vasco da Gama